Amor e Sexo

Diário de Maria: «O meu irmão sempre foi o preferido. Como viver com estes ciúmes?»

12 Novembro, 2019

O consultório da Revista Maria relata casos reais e responde a perguntas dos nossos leitores, com a ajuda da Dra. Ana Bárbara Silva.

«O meu irmão sempre foi o preferido dos meus pais. Era assim em criança e hoje temos as nossas famílias e sinto que esse amor foi transposto para os netos, mas claro, para os filhos do meu irmão. Como viver com estes ciúmes? Por vezes acho exagerada esta forma de eu me sentir. Ajude-me a perceber estes sentimentos», Paulo J. – Porto

Caro leitor, de certo modo, sentir esta «rejeição» por parte dos pais deixa sempre alguma sequela, quer seja um vazio, um sentimento de que não se é bom o suficiente.

Tenho pacientes que referem: «se nem os pais gostavam de mim e me davam valor, não devo mesmo prestar para nada». No entanto, é crucial ter em mente que os seus pais são humanos e não são perfeitos.

A psicóloga aconselha

Se realmente acha que esta situação o incomoda e está a afetar o seu bem-estar, acredito que uma das opções seria conversar com os seus pais e abordar estas questões.

Tente ter uma conversa sem julgamento e crítica, em que expõe os seus sentimentos. Esteja aberto para ouvir o que os seus pais têm a dizer.

O diálogo ajuda a perceber as perspetivas do outro e a chegar a consensos.

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top