Atualidade

Covid-19. Mais 1856 infetados e 19 mortos em Portugal

18 Outubro, 2020

Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), já morreram no país 2.181 pessoas diagnosticadas com a doença. Há mais 19 vítimas mortais.

O número de casos de infeção por covid-19 chegou este domingo aos 99.911, com um aumento de 1.856 casos registados nas últimas 24 horas.

Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), já morreram no país 2.181 pessoas diagnosticadas com a doença. Há mais 19 vítimas mortais.

Estado de calamidade

Devido à «evolução grave» da pandemia da Covid-19 em Portugal, o Conselho de Ministros decretou Estado de Calamidade em Portugal a partir da meia-noite de quinta-feira para todo o território continental. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro no final da reunião do Executo. António Costa deu ainda conta de oito principais medidas.

– Proibição de ajuntamentos na via pública vão ser agora limitados a cinco pessoas, aplicando-se a mesma medida a espaços comerciais e de restauração;

– Eventos de natureza familiar, tais como batizados e casamentos, serão limitados a 50 pessoas. «Festejos académicos e receções» estão também proibidos em universidades e politécnicos;

– Reforço as acções de fiscalização. Forças de segurança e ASAE conhecerão um «reforço das ações de fiscalização» e que as coimas às empresas que não assegurem o cumprimento das regras serão elevadas podendo ir «até 10 mil euros».

– Agravamento até 10 mil euros as coimas aplicáveis a pessoas colectivas – estabelecimentos comerciais e de restauração – que não assegurem o escrupuloso cumprimento das regras em vigor de lotação e distanciamento social;

– O governo vai apresentar no Parlamento uma proposta que torne obrigatório o uso de máscara obrigatória nas ruas, em escolas e universidades. Além disso, aplicação StayAway Covid será de uso obrigatório em alguns casos como nas forças de segurança, forças armadas, escolas e em ambiente laboral. A utilização de máscara na via pública passa a ser recomendada.

Texto: Carla S. Rodrigues e Joana Ferreira

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top