Filhos

É dia Internacional da Criança Desaparecida. Sabe como evitar tragédias?

25 Maio, 2018

Conheça o Manual de Segurança criado pela Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas e a GNR. Esta e outras notícias sobre cuidados a ter com as crianças em crescercontigo.pt.

A Associação Portuguesa de Crianças Desaparecidas e a GNR juntaram-se para assinalar o Dia Internacional da Criança Desaparecida, este ano celebrado a 25 de maio, com o lançamento de um Manual de Segurança, dirigido a crianças dos seis aos 12 anos, com o objetivo de as ajudar a detetar e a proteger-se de situações ou pessoas que se lhes afigurem suspeitas.

Trata-se de um documento de muita utilidade para crianças, pais, educadores e público em geral.

Este manual destina-se a todas as crianças até aos 12 anos de idade e apresenta um conjunto de regras elementares de segurança no sentido de prevenir que as crianças sejam vítimas de crimes. Para além das crianças, este manual tem também como destinatários toda a comunidade educativa, pais, encarregados de educação e professores, funcionários não docentes das escolas, autarquias locais e serviços da administração central e regional com intervenção na área da educação, nos termos das suas respetivas responsabilidades e atribuições nesta matéria.

As diferentes regras de segurança contidas no «O Meu Manual de Segurança» são enquadradas através de um conjunto de histórias cujo ator principal é o GUARDOO, mascote da GNR.

As crianças dependem dos adultos para os ajudarem a crescer, desenvolver e viver integrados, atenuando os riscos numa sociedade cada vez mais desenvolvida e complexa. Este manual procura tornar simples a tarefa de ajudar as crianças a compreenderem a importância da sua segurança e a interiorizar esta perceção de uma forma natural e sem que desconfiem de tudo e de todos.

ENSINAR, CONHECER e BRINCAR são as palavras-chave deste manual, que apresenta um conjunto de regras de segurança, histórias e atividades pedagógicas integradas e divertidas com o objetivo da prevenção de comportamentos de risco por parte das crianças e respetivos familiares.

Regras básicas de segurança:

  • Ensinar à criança o nome completo do pai e da mãe (e o seu número de contato direto, que terá de estar sempre disponível);
  • Orientar a criança de modo a não dar informações a qualquer estranho que se aproxime;
  • Garantir que a criança esteja sempre acompanhada por alguém de confiança;
  • Conversar com as crianças de modo a consciencializá-las dos perigos de contactarem com estranhos;
  • Ensinar-lhe o que fazer em caso de urgência;
  • Ensinar-lhe a dizer não ou a gritar «Socorro, não o conheço!», sempre que se sinta ameaçado ou receoso
    com a presença de alguém;
  • Ensinar-lhe o que fazer no caso de se perderem, nomeadamente, dirigirem-se a um balcão de informação, a um guarda ou segurança;
  • Se vir condutas inapropriadas da parte de algum adulto com crianças, denuncie de imediato a situação a um guarda ou segurança (caso esteja em espaço onde não haja força policial) e certifique-se que este toma uma atitude.

PAIS…

Eis alguns conselhos sobre Segurança dos filhos em casa:

Caso seja necessário chamar a ambulância ou a Guarda ou um Agente de Autoridade é importante a criança estar instruída nesse sentido.

  • Deixar os contactos de emergência em locais acessíveis para que a criança os consiga alcançar (exemplo: gravados no telefone ou colados em post-its no frigorífico);
  • Nunca deixe uma criança sozinha em casa, porque ela pode não ter noção das potenciais ameaças;
  • Tenha sempre muito cuidado ao escolher um adulto para tomar conta dos seus filhos. Opte por alguém de confiança.

Pode conhecer o Manual de Segurança completo aqui. E ler esta e outras notícias essenciais para o cuidar bem em crescercontigo.pt.

partilhar | 0 | 0