Família e Carreira

«Perdi o meu filho no final da gravidez»

23 Julho, 2019

grávida

Estava grávida do meu terceiro filho. Sempre fui uma grávida com muita sorte. Poucos enjoos, nada de dores nas costas ou de tornozelos inchados, basicamente tinha barriga e nada mais.

Estava grávida do meu terceiro filho. Sempre fui uma grávida com muita sorte. Poucos enjoos, nada de dores nas costas ou de tornozelos inchados, basicamente tinha barriga e nada mais.

O pós-parto dos meus dois primeiros filhos também correram super bem, tudo muito tranquilo. Foi tudo bom demais para ser verdade, mas foi.

Dos meus dois primeiros filhos não tinha feito nenhuma daquelas coisas “pirosas” de grávidas. Nem sessão fotográfica, nem chá de bebé nem tinha contado às pessoas de maneira nada original.

Desta vez decidi que queria tudo.

Certa vez ao jantar coloquei mais um prato na mesa. Ao chegar à cozinha o meu marido disse que andava mesmo com a cabeça no ar e que tinha posto um prato a mais. Sorri-lhe e disse que a família ia aumentar.

Fizemos uma sessão fotográfica linda quando estava grávida de oito meses. Também nessa altura as minhas amigas me fizeram um chá de bebé.

Faltavam duas semanas para a data prevista para o parto. Foi numa simples consulta de rotina. Fui sozinha porque o meu marido tinha uma reunião, e nunca me incomodou ir sozinha às consultas. Ele estava presente nas ecografias, e por mim estava tudo bem assim. Antes de entrar a enfermeira perguntou se andava a contar os movimentos do bebé. Respondi que sim, mas que por acaso nesse dia o bebé estava muito calminho.

Leia o resto da história aqui

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top