Notícias em Destaque

ATENÇÃO: Não gosta do seu trabalho? Isto é o que está a acontecer ao seu corpo

23 Janeiro, 2019

Estar desmotivada no seu trabalho tem muitas implicações no seu corpo e na sua saúde. Estar num emprego que não gosta, pode mesmo deixá-la doente.

Todas (ou quase todas) já lemos e percebemos que temos de nos manter afastadas de tudo o que nos faz mal, sejam pessoas ou relações. Mas e quando se fala de emprego? Como é que podemos lidar com um emprego que nos faz mal? A resposta não é simples e nos dias de hoje é difícil mudar de emprego quando não se está satisfeito.

Um estudo revela que estar num emprego que não gostamos pode deixar-nos doentes de várias formas sem nos apercebermos. Dias menos bons, todas temos, mas quando isso se torna regra temos de estar atentas a alguns sinais.

Jeffrey Pfeffer, professor especialista em comportamento organizacional citado pelo site norte-americano Huffington Post, fala inclusivamente em alguns casos de morte associados a problemas no trabalho. Estes é um sinal extremos, mas importa analisar os mais comuns.  

O nosso corpo associa locai em que nos sentimos seguros e os que nos fazem sentir desconfortáveis. Dessa análise que o corpo faz, são acionados mecanismos de defesa que se refletem na nossa saúde. A falta de apetite sexual ou desregulamentação do estômago são alguns dos sintomas mencionados.

Falta de apetite sexual ou mesmo falta de sono são alguns dos sintomas mencionados, mas na galeria de imagens acima mostramos-lhe outros sete. A saúde mental também piora, para além dos problemas físicos. A mente começa a ser afetada podendo desenvolver problemas mentais como depressão.

O que fazer?

O melhor é fazer uma pausa. Costuma dizer-se que não há dinheiro que nos pague a saúde. E como diz Dalai Lama «Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. O melhor é parar. Como o seu corpo já associou o seu local de trabalho como uma ameaça e já acionou todos os mecanismos de defesa, tem de lhe dar tempo recuperar. Aproveite para meditar e redirecionar o pensamento negativo.

Texto: Ana Lúcia Sousa

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top