Notícias e TV

A Serra: Tomás confronta Rosalinda com a hipótese de Leonor ser sua filha. Explicação não convence

2 Março, 2021

Em A Serra, Tomás pede explicações a Rosalinda sobre a hipótese de Leonor ser sua filha. Como não gosta do que ouve, ele liga a Dulce.

Em A Serra, da SIC, Leonor diz que vai agradecer a Tomás o que fez. Rosalinda frisa que não vai a lado nenhum e que está de castigo. Leonor sai para o quarto. Domingos pergunta o que tem, ela diz que aconteceu uma coisa horrível.

Tomás está muito confuso e desvaloriza o que Fátima lhe acaba de contar. Ela diz que alguém descobriu e não se fala noutra coisa na aldeia. Tomás diz que se for verdade, esconderam-lhe que tinha uma filha que podia ter criado. Pergunta que idade é que a menina tem, Fátima diz que ela tem 11 anos. Ele lembra-se de ter estado com uma Dulce, mas nunca mais a viu. Tomás toma consciência de que a menina pode ser mesmo sua filha.

Gustavo está abatido. Ivone dá-lhe a receita que pediu, mas alerta-o para não tomar com álcool. Ele agradece e sai.

Salvador e Fausto escolhem o que vão jantar, enquanto conversam com Tozé por causa de Dulce. Qualquer um pode ser pai da menina. Fausto diz que andou com ela uns meses, mas as datas não batem certo. Guida vem buscar o jantar para os patrões e comenta com Jacinta que Salvador está a olhar para ela. Salvador comenta com Fausto que gosta do jeito bruto dela.

Manuel vê um livro de carros vintage, saudosista. Carminho está vestida com o seu casaco de peles. De repente, repara que ele está estragado e fica histérica. Guida vem com a comida e diz que fica com o casaco, mas a patroa não deixa.

Em A Serra, Rosalinda não tem coragem de enfrentar Tomás

Tomás bate à porta de Domingos e Rosalinda. Gustavo está com ele. O jovem acha estranho não estarem em casa no dia em que Fátima lhe contou que é pai de Leonor.

Rosalinda não teve coragem para enfrentar Tomás, agradecendo o facto de Domingos ter mandado Leonor para casa da irmã. Ele aconselha-a dizer a todos que tudo não passou de um mal-entendido.

Aida está muito nervosa, Moisés não acredita. Aida diz que o assunto é sério e lembra-o de como Domingos e Rosalinda os recebem sempre na mercearia, nunca olham e são antipáticos. Domingos acha a história mal contada, porque eles podiam dar uma boa vida à menina.

Tomás tenta ligar a Dulce

Fátima não conseguiu falar com os supermercados mas está disposta a a tentar. De seguida, ela arruma as roupas do irmão. Anabela pede para ficar com o cachecol do pai.

Tomás tenta ligar a Dulce, mas o número de telemóvel já não está atribuído. Tozé não tem mais nenhum. Tomás quer tirar esta história a limpo.

Mariana diz que Tomás pediu desculpa, pergunta se precipitou-se. Fernando acha que sim, conduz a conversa para Vitória porque é o que lhe interessa. Mariana não percebe porque estão a falar dela, ele só queria dar-lhe um exemplo do relacionamento que ela passou.

Sãozinha chama os vizinhos. Carminho vai esconder-se porque não aguenta a humilhação. Ela apresenta-se, traz uma garrafa de licor caseiro de castanha para oferecer e comenta que eles têm muita tralha para uma casa tão pequena.

No restaurante, todos estão animados e pagam rodadas. Tomás ainda está a pensar se Leonor é mesmo sua filha e sai sem o irmão ver. Nicolau quer ir à Serra ver se encontra alguma pista da morte do primo. Gustavo diz que ele quis acabar com a vida dele.

Carlota declara guerra a Fátima

Tomás está alcoolizado. Fátima diz para ele ir embora. Tomás declara-se, diz que adora tudo nela e vai resolver tudo com quem os quer separar. Tomás beija-a e Fátima entrega-se.

Mariana tenta ligar a Tomás, mas ele não atende. Mariana tem medo que Fátima continue a rondar. Carlota diz à filha que Fátima vai arrepender-se do que fez.

Fátima e Tomás já se afastaram, ela pede que ele saia de casa dela, lembra-o que tem uma noiva. Tomás quer sair de carro, mas ela não deixa. Ele acaba por cair no sofá e adormece.

Carminho grita para Guida trazer o pequeno-almoço. Guida traz o que há e Carminho passa-se. Manuel diz-lhe para não descontar nela, para irem tomar o pequeno-almoço à pastelaria. Manuel pede a Guida que não venda já os brincos.

Elvira tenta perceber se o filho já teve namoradas. Fausto fica desconfortável com as perguntas invasivas da mãe. Ivone volta a dizer que não quer o consultório.

Tomás acorda ressacado, pede desculpas mas tudo o que disse era verdade. Fátima não acredita que ele vá casar por obrigação. Anabela diz a Fátima que a tia não saiu com as ovelhas.

Tomás está desconfortável, quer saber se é mesmo pai de Leonor. Rosalinda diz que isso deve ter sido alguém a inventar. Se eles soubessem isso ele já saberia. Dizem que é melhor não falar mais no assunto antes que chegue aos ouvidos da menina. Tomás não fica convencido.

Elvira e Sãozinha discutem. Elvira acusa Sãozinha de ter inventado que Tomás é pai de Leonor. Sãozinha diz que foi mesmo ela que lhe contou. Aida, atraída pelos gritos, manda-as calar.

Gustavo está de ressaca. Nicolau quer despachar-se para ir à Serra investigar, Gustavo vai com ele. Carminho fica constrangida. Manuel dá ideias ao filho para expandir o negócio, mas Salvador diz que não precisa.

Fátima vai visitar o pai

Guilherme está perdido, Fátima aparece-lhe. Ele vinha à sua procura, diz que ela já pode ir visitar o pai. Fátima não cabe em si de contente. Guilherme oferece-se para levá-la.

Lena pergunta a Nicolau por Gustavo, ele diz-lhe que só entra de tarde. Falam do boato de Tomás ter uma filha. Mariana fica a saber por eles da possível filha do noivo.

Tomás quer tirar esta história a limpo, achou Rosalinda e Domingos muito estranhos. Aida diz que se for verdade vai metê-los em tribunal. Tomás quer fazer as coisas a bem.

Rosalinda acusa Sãozinha de ter espalhado o boato, ela garante que não disse nada, lembra-se que Guida também lá estava quando ela contou. Rosalinda diz que a amizade delas acabou.

Sãozinha entra a gritar, proíbe Guida de falar da vida dos outros, já teve de ouvir de Elvira e Rosalinda por causa dela. Guida pede desculpa.

Silvério agradece a Guilherme mas não têm dinheiro para lhe pagar, ele diz para ele e Fátima não se preocuparem. Fátima repara na nódoa negra no braço do pai, que diz que bateu na cama mas ela não acredita. Silvério assina a procuração para Fátima tomar conta da queijaria. Guilherme diz que ele tem duas queixas, uma de crime e outra cível. Não vai ser fácil mas vai arranjar maneira.

Nicolau e Gustavo caminham pela Serra. Gustavo repara no cachecol de Artur perto de uma rocha e lembra-se dessa noite e que o sangue no cachecol é dele próprio. Gustavo diz para irem embora, mas Nicolau vai atrás de uma árvore e avista o cachecol do primo. Identifica-o como sendo dele e fica contente.

Recorde aqui o episódio anterior de A Serra

Texto e Fotos: Divulgação SIC

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top