Nacional

Big Brother: Joana Albuquerque recorre a seguranças de André Ventura

8 Abril, 2021

Luís Rocha Branco, primo de Joana e proprietário de uma empresa de segurança privada, considerou que Joana Albuquerque se encontrava sob "elevado risco".

Ao sagrar-se vencedora do Big Brother – Duplo Impacto, Joana Albuquerque foi escoltada por uma equipa de segurança à saída dos estúdios da Venda do Pinheiro. A equipa destacada para a proteção da vencedora do reality show da TVI envolveu indiretamente uma outra figura pública, desta feita ligada ao mundo da política, André Ventura, uma vez que a salvaguarda do líder do partido Chega! é também feita pela mesma empresa.

Em declarações a uma publicação semanal, Luís Rocha Branco, primo da “beta” de Cascais e proprietário de uma empresa de segurança privada, considerou que Joana Albuquerque se encontrava sob “elevado risco” e que foi, por isso, necessário mover os meios necessários para assegurar a proteção da familiar. “Avaliámos, com os pais da Joana, que havia um elevado risco de segurança após a saída dela dos estúdios da Venda do Pinheiro”, começou por enunciar.

Uma das razões, segundo o próprio, prende-se pelas “ameaças do ex-colega Rui Pedro” com quem a cascalense se cruzou em duas edições do “Big Brother”, subintituladas “A Revolução” e “Duplo Impacto”. Na primeira, os dois ex-concorrentes protagonizaram acesas discussões. Foi, contudo, no exterior da mansão da Ericeira que Joana Albuquerque veio a público denunciar ter sido alvo de alvo de ameças de morte por parte do empresário natural de Oliveira do Hospital, chegando, inclusivamente, a GNR a ser chamada ao local. Recorde a história aqui.

“Depois das ameaças do ex-colega Rui Pedro no reality show anterior, e de termos feito três transportes com segurança, decidímos, à saída do ‘BB – Duplo Impacto’, deslocar uma equipa de seguranças, que temos alocada a um deputado, para fazer o transporte em segurança da Joana até à sua casa em Cascais“, contou Luís Rocha Branco à TV Guia, sem nunca referir diretamente o nome do deputado em questão. A mesma publicação garante, contudo, tratar-se de André Ventura.

“Não inventou nada” diz Luís Rocha Branco sobre Joana Albuquerque

À mesma revista, o primo de Joana Albuquerque diz ter testemunhado uma “perseguição” à ex-concorrente do “Big Brother” quando esta foi ao programa das manhãs da TVI, “Dois às 10”, no passado dia 29 de março, para a habitual entrevista aos concorrentes do reality show após sairem da mansão da Ericeira.

Luís Rocha Branco assegura ainda que a insegurança sentida por a ex-namorada de Bruno Savate é fundamentada. “Não inventou nada. Houve uma perseguição efetiva, testemunhada pela minha equipa. Tivemos realmente de tomar medidas de segurança”, começou por explicar.

“Como o grau de ameaça era subjetivo, tivemos de cumprir todos os procedimentos de segurança, pois lendo os ataques contra a Joana que têm sido escritos nas redes sociais, não sabíamos se seria um fã de outra fação mais incendiado que não distingue programa da realidade“, terminou.

Leia mais
Pedro Alves troca bocas com a ex e nome de Joana Albuquerque vem à baila: “Eram o match perfeito”

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: Redes sociais

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top