Nacional

Júlia Pinheiro educou as filhas para «nunca dependerem financeiramente de um homem»

20 Setembro, 2020

A apresentadora incutiu a Matilde e a Carolina, de 27 anos, algo que também já lhe foi transmitido pela sua mãe: a independência financeira.

Júlia Pinheiro foi distinguida pela quarta vez como uma das Mulheres mais Influentes de Portugal em 2019. O prémio, que distingue anualmente 25 mulheres de diversas áreas devido à notoriedade e trabalho desenvolvido na sociedade portuguesa, tem um ‘sabor especial’ para a apresentadora da SIC, que acumula os cargos de diretora da SIC Mulher e SIC Caras.  Mãe de Matilde e Carolina, de 27 anos, e de Rui Maria Pêgo, de 31, o rosto das tardes da SIC diz que educou os três da mesma maneira. «Todos têm as mesmas capacidades e habilitações para estarem no Mundo inteiros, com tudo aquilo que é preciso».

«Lá em casa somos um coletivo»

No entanto, no que diz respeito às filhas, Júlia Pinheiro incutiu-lhe algo que também já lhe foi transmitido pela sua mãe: a independência financeira. «Muitas vezes há mulheres que não conseguem lançar-se para voos mais altos porque estão tolhidas por condições financeiras, por estarem dependentes de um homem, de um marido ou de um companheiro», afirmou à Maria, acrescentando: «Às minhas filhas, em particular, incuti essa ideia: de que nunca deviam depender financeiramente de um homem tal como eu nunca dependi financeiramente de ninguém. Lá em casa somos um coletivo. Esta nota é muito importante para as mulheres terem a sua autodeterminação. Gerirem o seu dinheiro e terem a noção de como isso as liberta».

«As mulheres são intérpretes extraordinárias na adversidade»

Ao longo da sua carreira, Júlia Pinheiro diz que nunca se sentiu «travada por ser mulher». Por isso, também agradeceu o prémio ao sexo oposto. «Este ano é bizarríssimo, faz-nos sair da nossa pele, da nossa moldura. Por isso mesmo, acho que devo endereçá-lo a todas mulheres… e também aos homens. Este ano, em circunstâncias tão aflitivas, estiveram ao mais alto nível na nossa capacidade de performance na vida das famílias. As mulheres são intérpretes extraordinárias na adversidade, mas os homens, este ano, estiveram connosco».

Dois anos de Júlia

Dia 8 de outubro, a apresentadora assinala dois anos de Júlia, o programa com o seu nome, emitido na estação de Paço de Arcos. «Tem sido um projeto fantástico, vencedor para aí a partir do segundo mês ou terceiro, por isso, só tenho a dizer que estou grata ao público, à SIC e à minha equipa extraordinária, só temos um homem, que é indispensável para nós.» 

Leia mais
Demolidora! Suzana Garcia volta a criticar Cristina Ferreira e afirma: «Detesto ratos»

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Helena Morais e Instagram

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top