Nacional

Divorciada, Maria Leal foi obrigada a tirar apelido do ex-marido!

19 Fevereiro, 2020

Separados desde 2015, após dois anos de casamento, Maria Leal e Francisco D'Eça Leal assinaram esta quarta-feira os papéis que ditam o fim da união.

Maria Leal está oficialmente divorciada. Separados desde 2015, após dois anos de casamento, a intérprete e Francisco D’Eça Leal assinaram esta quarta-feira, dia 19, os papéis que ditam o fim da união. Chegam assim ao fim três anos de acusações, com Francisco a afirmar ter sido roubado pela artista e esta a dizer que o ex-marido sofre de «insanidade mental».

José Pinho, o advogado de Maria Leal, explica à revista Maria que o pedido de divórcio litigioso foi anulado e convertido num processo «normal». «Ele alegou estar incapaz na altura em que estava casado com a Maria Leal. Ora, se estava incapaz, então não podia ter dado entrada com processos», contou José Pinho, referindo-se ao processo-crime movido por Francisco D’Eça Leal contra a cantora, alegando que esta «o enganou» e lhe desbaratou cerca de 1 milhão de euros.

«Eu pedi a nulidade desse processo, uma vez que ele era incapaz. Hoje, dia de a juíza decidir se anulava ou não esse processo, ele veio dizer que não se importava de fazer a convulação do divórcio em mútuo consentimento», prossegue. «A única coisa que ele exigiu foi a Maria tirar o apelido D’Eça Leal, que ela também não queria», garante o advogado.

«Ela não teve culpa de nada»

Fica, desta forma, de fora de hipótese a indemnização que Francisco queria que a ex-mulher pagasse por a considerar responsável pelo fim do casamento. «Ela não teve culpa de nada. Uma coisa é ela ser exagerada nos gastos, mas, legalmente, a Maria Leal não fez nada de incorreto. Ela não fez nada que ele não soubesse. Basicamente: Se ele é incapaz, se não está no seu perfeito juízo, não podia ter movido um processo. Se é capaz, então esteve presente em tudo o que foi vendido», frisa.

VEJA AINDA:
Maria Leal abre o coração e responde às acusações de Francisco D’Eça Leal!
Mãe de Francisco D’Eça Leal arrepende-se de ter ajudado Maria Leal: «Pensei em queimá-la no fogão»

Quanto ao nome, e apesar de deixar de ter D’Eça Leal no apelido, a intérprete vai continuar a ser chamada – e conhecida – por Maria Leal. «Ela tem este nome como marca registada. É o nome artístico e não tem nada a ver com o nome dela», sublinha José Pinho, garantindo que a sua cliente «está feliz, até porque está noutra relação e assim já pode avançar com a sua vida como bem entender».

Recorde-se que Maria reencontrou o amor há alguns meses ao lado de Filipe Ferreira, uma paixão que, aliás, já fez com que o casal fosse viver junto no norte do País. Em dezembro, a cantora abriu as portas de sua casa à nossa revista e falou, sem rodeios, sobre a relação amorosa, que a deixa muito feliz e que a fez voltar a acreditar numa vida a dois.

VEJA AINDA:
Maria Leal recebeu proposta de sexo de futebolista a troco de dinheiro. E houve mais…
Ofendida, Maria Leal põe os pontos nos is e revela que senhorio lhe tentou extorquir dinheiro
Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Impala e DR

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top