Nacional

Marina Mota e as injeções para se manter jovem: «É preciso dinheiro, tempo e paciência»

22 Janeiro, 2020

Aos 57 anos, Marina Mota assume que recorre a tratamentos estéticos para apagar os sinais do tempo. A atriz regressa em breve à TV com Quer o Destino.

Um ano depois de ter anunciado uma pausa na carreira para ser operada a um joelho, Marina Mota regressa à ficção televisiva nacional com a novela Quer o Destino, da TVI. A apresentação da trama aconteceu esta teça-feira, 21 de janeiro, no Pateo Alfacinha, em Lisboa, e a atriz revelou que depois de «oito meses sossegadinha» devido à intervenção médica, sente-se «ótima».

Marina Mota dá vida a Joana Branco Reis, a cozinheira da Herdade da Lagoa, onde se desenvolve a história principal. «Todas elas [as personagens] têm um bocadinho de nós, senão seriam coisas vazias», diz ao nosso site.

Para além da representação, a artista também se considera uma boa cozinheira. «Gosto muito de fazer cachupa, mas a Joana não vai fazer nenhuma», atira, às gargalhadas.

Os tratamentos de pele

Na apresentação da trama adaptada por Helena Amaral, quisemos saber como é que a atriz, de 57 anos, mantém um ar tão jovem. «Não ter frio, rir», responde, acrescentando: «O doutor Manuel Carito, que não vejo há algum tempo, é um médico que nos ajuda a fazer uns tratamentos de pele. Tratamentos de ácido hialurónico, injeções de colagénio e essas coisas que se põem na pele e que nos ajuda a mantermo-nos um bocadinho melhor, quando temos dinheiro, tempo e paciência», acrescenta.

 

Luís Esparteiro será o seu marido na nova novela da estação de Queluz de Baixo. «Nunca tínhamos contracenado, acho que é mesmo a nossa estreia. Já tinha gravado com ele, há muitos anos, numa produção minha, por acaso. Tem sido ótimo, temos uma cumplicidade muito boa», remata Marina Mota.

Texto: Ivan Silva; Fotos: Tito Calado e DR

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top