Nacional

André obrigado a justificar-se após comentários ‘homofóbicos’

30 Setembro, 2020

André Abrantes está a ser criticado pelos telespectadores pelos «comentários homofóbicos» que tem tido, relacionados com Zena.

O Big Brother – A Revolução continua envolto em polémicas. Desta vez o tema centra-se no preconceito e sexualidade. Tudo aconteceu depois de André Abrantes ter confrontado Zena sobre a sua orientação sexual após ver uma aproximação entre a madeirense e Sofia.

O concorrente de Odivelas colocou a possibilidade de tudo não passar de uma missão entre ambas (o que se veio a comprovar) e afirmou que se for, estão a dar-lhes «um grande baile». Mais tarde, André disse ter percebido por conversas que Zena tem «sentimentos pelo sexo feminino», o que o deixou «chocado».

«Se as coisas não correrem bem entre as duas depois podes vir ter comigo. Se sentires falta de uma…», revelou André a Zena na tarde de ontem, durante a emissão do Big Brother. «Os gajos deixam-me mais chocado… Agora as mulheres…», disse, mais tarde, já com Carlos.

No entanto, as palavras proferidas pelo concorrente não foram bem vistas pelos telespectadores e há quem o acuse de ter comentários homofóbicos. Assim sendo, no diário desta quarta-feira, dia 30, os concorrentes foram chamados à sala para uma cadeira quente e debater o assunto.

O Big Brother começou por explicar que se tratou de uma missão, deixando André completamente surpreendido. Sofia confidenciou ao grupo que apenas tentaram passar uma imagem bonita. «Nós fomos verdadeiras naquilo que estávamos a dizer de início ao fim. Temos uma grande empatia desde o início», revelou.

Por sua vez, André justificou-se: «Fiquei surpreendido, no entanto, não quero que pensem que acho errado, até porque eu falei com a Sofia e com a Zena. Simplesmente não estava à espera. Não quer dizer que seja negativo… Fiquei triste, é verdade mas sempre disse que as apoiava. Aquilo que disse ao Carlos foi brincadeira porque eu sou brincalhão», confessou. Já sobre as palavras proferidas «entre dois homens seria pior», explicou: «Seria pior por porque acho seria um bocadinho mais pesado. A sociedade leva muito mais facilmente o amor entre duas mulheres do que por dois homens. O que não condeno», disse.

Zena saiu em defesa do colega, assim como Sofia. Mas, pelo contrário, Sofia não gostou. «Não percebi muito bem o contexto. Como assim? Mas para ti ou para os outros?». André voltou a explicar-se mas não convenceu a colega.

Já Liliana deixou bem clara a sua opinião sobre o assunto: «Isto nem sequer é tema porque na minha cabeça é demasiado normal. O amor não tem cor, idade, tamanho e não tem um corpo. Toda a minha vida fui heterossexual mas não se se uma dia serei homossexual. Amar alguém que seja uma pessoa completa interiormente é muito fácil e pode acontecer a qualquer um. Só isso».

Leia ainda: Big Brother: Orientação sexual de Zena questionada dentro da casa! «Ela pode gostar dos dois sexos»

Texto: Márcia Alves; Fotos: DR

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top