Nacional

As primeiras noivas de Santo António já se casaram! Veja as primeiras imagens

12 Junho, 2019

Emoção e nervosismo são as palavras que marcam os casamentos de Santo António.

Eram sete da manhã desta quarta-feira, 12 de junho, quando os Paços do Concelho de Lisboa abriram portas e receberam os 16 noivos dos Casamentos de Santo António 2019.

Como manda a tradição, as oito mulheres foram penteadas, maquilhadas e vestidas numa sala estrategicamente montada num local onde os futuros maridos não as vissem. A cerimónia civil casou, a partir das 12h00, cinco delas, enquanto as restantes esperaram para, ao início da tarde, dizerem o «sim» na Sé de Lisboa.

Patrícia Pinto esteve sentada à entrada. Com um sorriso tímido, a agora mulher de Rúben André Cruz não escondeu estar «muito feliz» com a chegada daquele que é o dia dos seus sonhos. A avó, conta ao site da revista Maria, era espectadora assídua dos Casamentos de Santo António, pelo que esta gestora de cobranças sempre se imaginou a vivê-lo na primeira pessoa. «Quando o Rúben me pediu em casamento, pôs logo como condição ser aqui. Foi uma alegria para mim», revela-nos, enquanto enverga um vestido de noiva do atelier Cristina Lopes.

Patrícia foi penteada por Susete Guerreiro, para quem o maior desafio foi fazer «um cabelo apanhado num cabelo curto». «É uma das minhas grandes especialidades, mas não deixa de ser um desafio», revela, entre pentes, ganchos e lacas que deixam a sala com uma névoa permanente.

Cabeleireira há mais de 50 anos, Susete comprometeu-se a embelezar o cabelo de Patrícia depois desta lhe ter mostrado «uma imagem com o que queria». O resultado e «uma combinação do que ela quis e do que é possível fazer-se», acrescenta. A noiva está satisfeita: houve dois ensaios e gostou do que viu!

Também Quiaozhen Zhang,  nascida na China, não esconde a ansiedade. Bancária, mudou-se para Portugal depois de conhecer o noivo, José Carmo. Quase não fala a língua de Camões, mas consegue explicar que a sua «felicidade ultrapassa qualquer barreira». A manhã «superou as suas expectativas» e, agora, Quiaozhen só quer divertir-se.

Os cinco primeiros casais já são marido e mulher. Os restantes onze seguem para a Sé. No final do dia, que para todos eles termina com o desfile nas Marchas de Santo António na Avenida da Liberdade – depois do copo d’água na Estufa Fria – serão os mais recentes 16 casais do total de 369 abençoados por Santo António.

Texto: Ana Filipe Silveira;

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top