Nacional

Com ou sem maquilhagem? Kelly Bailey desvenda os seus segredos

13 Julho, 2019

Kelly Bailey conta, em entrevista ao site da revista Maria que gosta de andar desmaquilhada e ainda desvenda quais são os seus dois produtos de eleição.

Kelly Bailey marcou presença no primeiro dia do NOS Alive, esta quinta-feira, dia 11 de julho e, além de assistir aos concertos, a jovem atriz de 21 anos ainda foi desafiada a maquilhar o público feminino. «Eu gosto de maquilhagem, por isso, programámos esta brincadeira com os fãs. Foi um desafio», contou ao site da revista Maria.

A atriz realça a importância de um «verdadeiro maquilhador[a]», ainda assim, confessa que também o gosta de o fazer por diversão. «Tenho noção que um maquilhador é um maquilhador. O trabalho deles não deixa de ser importante. Agora para ir a um festival já gosto de ser eu a maquilhar-me. Acho que consigo e também me divirto», diz.

Ainda assim, confessa que prefere andar «desmaquilhada». «Adoro andar sem maquilhagem. Gosto muito de me ver desmaquilhada… também para depois quando me maquilhar notar a diferença», revela, dando ênfase a dois produtos essenciais: Máscara e blush. «Se tivermos isso já estamos com bom ar», garante.

«Sou reservada»

Aos 21 anos, Kelly Bailey  tem dado cartas no mundo da representação e provado que a persistência que a carateriza a tem feito chegar longe. A jovem, que sempre resguardou a vida privada, admite ser reservada. Ainda assim, sente-se feliz por ter partilhado um pouco da sua história no programa Conta-me Como És, conduzido por Fátima Lopes. «Sou reservada. Não sou nada de partilhar a minha vida privada e ali partilhei um bocadinho mais de mim», revela à Maria.

Já sobre o feedback da entrevista, a jovem atriz garante que não esperava que o mesmo «fosse tão bom»  e que tentou, da melhor forma, mostrar a verdadeira Kelly.

«Não estava à espera. Recebi muitas mensagens… mesmo de pessoas mais velhas, pessoas do meio, pessoas que até me conhecias mas se calhar não conheciam este meu outro lado. [Demonstrei] o meu verdadeiro lado… e portanto [o feedback] foi mais positivo do que estava à espera», conta, acrescentado que os pais só viram a entrevista dias depois. «Os meus pais estavam em Inglaterra. Não viram logo. Mas gostaram muito. O meu pai ligou-me ontem. Estava emocionado», revela.

 Leia ainda: Kelly Bailey frustrada: «As pessoas esquecem-se que eu só tenho 21 anos»

Texto: Ana Lúcia Sousa com Márcia Alves; Fotos: Paula Alveno

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top