Nacional

Emanuel cria projeto com Fatinha, de Luciana Abreu: “Vou ser a próxima estrela”

22 Novembro, 2020

Fatinha, a personagem criada por Luciana Abreu, garante que 2021 será o seu ano. Vai estar presente na TV e brilhar na música ao lado de Emanuel.

Se há sonho que Fatinha, personagem a que Luciana Abreu dá vida, há muito persegue na sua vida é um lugar na música. E parece que desta vez vai mesmo acontecer. À Maria, Fatinha contou que, apesar deste ano difícil de pandemia, não está parada e que 2021 vai trazer muitas e boas novidades à sua vida profissional.

“Amuor, eu vou ser a próxima estrelona 2021. O meu fã Emanuel convidou-me para montar o meu espetáculo com a minha carreira musical. Eu vou ter músicas minhas, porque até agora eu só tenho o hit de Imberno, que é meu porque fui eu que fiz”, explica.

“Eu estou muito contente, porque finalmente tenho alguém que descobriu o meu talento e me vai pôr onde eu mereço estar, que é a fazer aparições num palco. Ele é muito meu amigo e eu dele”, deixa escapar. E atenção, que
Fatinha vai estar em palco, andar por todo o País e ter bailarinos a dançar para ela. Um verdadeiro espetáculo.

E ela não se vai ficar pelo palco. A caixinha mágica também vai ser parte do dia-a-dia desta diva. “A televisão é uma caixinha que está sempre aberta para mim e que vai fazer muita magia comigo em 2021. Eu vim ‘pra’ ficar”,
assume.

Solteira, mas não santa

Feliz da vida por estar prestes a brilhar profissionalmente,Fatinha de Luciana Abreu revelou, também, à nossa revista que não mantém um relacionamento com ninguém.

“Estou solteira, mas não sou boa rapariga”, diz, entre gargalhadas. Mas desengane-se se tem pena por esta mulher andar aí sem companhia. Na verdade, Fatinha usa e abusa dos homens… “O meu ‘hobi’ principal é gostar que me conquistem. Só quando começam a desistir depois de insistirem tanto é que eu cedo. Mas se me apetecer ir andar a cavalo também vou”, diz entre sorrisos, garantindo que é ela quem manda.

“Eu sou dominadora, mandona, caprichosa e um bombom de tão fofa. Eles gostam de mulheres que sabem o que querem e que saibam por eles o que eles próprios querem e ainda não sabem. Homens!”, assume.

Talvez por gostar tanto de “brincar” com os homens é que Fatinha não descura a beleza. “‘Amuore’, a mulher por onde passa tem de incendiar. Se a ‘gente’ nasce para sofrer com os pelos, com a celulite, com a pança, ao menos que a ‘gente’ se ponha lindas e maravilhosas para arrasar corações. Se gostarmos do que vemos ao espelho, é sinal de que estamos felizes connosco próprias e que estamos preparadas para fazer as vistas dos outros felizes”, diz.

“‘Amore’, eu ando a desfilar charme, a fechar contratos, a distribuir magia pelos corações e a incentivar as mulheres a terem confiança nelas próprias. Nós somos os verdadeiros topos de gama!”, afirma.

“Eu, quando não estou a trabalhar, passo a vida no El Dourado Nail’s Vip a cuidar de mim. Nós, mulheres, temos de nos mimar, temos de ter autoconfiança, temos de olhar no espelho e gostar do que vemos. Não nos podemos deixar para último, porque nós nascemos para ser as primeiras. Em tudo o que é mais importante a ‘gente’’ somos as primeiras: a cozinhar, a partir corações, a gastar… ‘Amuore’, a vida é só uma”, garante.

Leia ainda:

Luciana Abreu: Ser maluca traz tanta leveza que até ando mais direita

Texto: Catarina Martins; Fotos: Helena Morais

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top