Nacional

ENTREVISTA: Goucha foi impedido pela TVI de faltar ao Você na TV! por causa de MasterChef

1 Setembro, 2019

Manuel Luís Goucha estreia, esta noite (domingo), a quinta edição de Masterchef Portugal na TVI. Um programa renovado em que aparece apenas como apresentador.

A quinta edição de Masterchef estreia-se este domingo, 1 de setembro, na TVI, com a apresentação de Manuel Luís Goucha. À Maria, o apresentador desvendou algumas novidades. «Vou ser apresentador e não jurado. Chegámos à conclusão que era melhor assim, esta fórmula já tinha sido ensaiada antes e tinha corrido bem. Nas anteriores era capaz de ir fazer uma vez por semana o Você na TV!, e agora não podia fazê-lo», começa por justificar.

Manuel Luís Goucha explicou ainda que por não ser jurado, acrescentou-se um novo elemento. «Seguiu-se o modelo espanhol. É o Nuno Bergonse que se junta a Rui Paula e a Miguel Rocha Vieira. São três jurados diferentes, e belíssimos», afirma.

Percorra a galeria e fique a conhecer os 15 finalistas.

Leia mais: Manuel Luís Goucha rendeu-se ao bailarico de verão e até fez «comboínho» | VÍDEOS

Entrevista a Manuel Luís Goucha

Não o vamos ver a fazer provas, como nas edições anteriores?

Eu vou estar sempre na primeira e na última prova, não estou nas do meio por serem em exterior e isso ocupava-me muito tempo e obrigava-me a faltar ao programa da manhã.

Estar só como apresentador liberta-o de pressão em alturas de decisões?

Estar só como apresentador é um papel mais divertido, posso brincar com concorrentes e jurados, estou liberto da pressão de ser jurado, posso tirar partido das características de cada concorrente.

O que podemos esperar dos concorrentes?

O lote de concorrentes é muito bom. A edição está a ser a melhor de sempre. Temos pelo menos oito a cozinhar muito bem. Os que vão chegar à final são realmente aos melhores, mas há quatro ou cinco que podiam chegar também à final. Eles cozinham muito bem e têm muito técnica. Há provas que são novas e por isso são surpreendentes. Eles próprio antes de começar a cozinhar tiram ingredientes ao concorrente adversário e eles vão ter de cozinhar com menos elementos. É uma pequena maldade, em que há um aspirante que tem de cozinhar com menos elementos. A cozinha está diferente, está mais bonita.

Porque é que é a melhor de sempre?

Quando o programa foi gravado, acho que houve esta renovação porque é uma fórmula ganhadora, repetida em várias edições. Agora houve um maior investimento para marcar a diferença. Ainda bem que há este investimento. Este é um programa muito bonito. Estão mais de 80 elementos a trabalhar para este projeto. É o programa onde sinto mais a magia da televisão… com meios. É um programa que leva mais tempo a fazer. Para um programa são precisos três dias de gravação. Felizmente escapei-me a 26 por ser só apresentador. Eles foram à Noruega, Madeira, andaram pelo país inteiro… até as provas de exteriroes são diferentes. Parece-me que esta edição vai surpreender mais ainda.

Porque não podia faltar ao Você Na TV!?

Inevitavelmente, esta é uma dupla diferente. Nas edições anteriores eu faltava semanas inteiras. A Cristina [Ferreira], por causa de outros programas, também faltava. Ao todo, deve ter feito 23. Esta é uma dupla diferente. Foi uma condição que a própria direção do Bruno Santos [ex-Diretor de Programas da TVI] impôs quando falámos no início. Eu começava a trabalhar às 07.30, porque a essa hora já estava na TVI, embora se comece mesmo às 08.00, e ficava no programa até às 13.00. Ia para o outro lado do Tejo e ficava até às 20.00. Foram três meses violentos de trabalho.

Leia ainda: Manuel Luís Goucha oferece 1000 euros por mês a mulher com história de vida marcante

Não podia deixar a Maria sozinha?

Não podíamos desfazer a dupla quando ela estava a começar. Eu gravei em abril, maio, e a Maria tinha entrado em janeiro…. A própria direção disse-me para não faltar de manhã. Disse-me: «Manel, não convém faltar de manhã». Achei muito bem estar só como apresentador. Quando se fez o Natal e Ano Novo, eu senti-me muito bem, senti-me liberto… era uma fórmula que podíamos repetir. Liberta-me de ter que sair do Você na TV!. É lógico que não fazia sentido que a Maria entrasse, que estivéssemos a formar a dupla e que eu saísse a seguir. O programa ia ficar  desfalcado e estragava a lógica de programa.

E porque anteciparam a estreia do programa?

Não sei porquê. Mas acho que o Masterchef ser colocado agora em antena é uma ideia inteligente da Felipa Garnel [nova Diretora de Programas da TVI], para se avançar com um produto antes das estreias da concorrência e que se adivinha ganhador. Neste momento, as pessoas estão mais ligadas à SIC do que à TVI. Compete à TVI conquistar, com inteligência, as pessoas. O Masterchef é um grande produto de televisão, mas será que vai ganhar? Acho inteligente antecipar-se a estreia. É um produto muito bem produzido em televisão e que pode fidelizar o público.

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Divulgação TVI

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top