Nacional

Joana Ribeiro e Kelly Bailey inimigas… na ficção!

15 Maio, 2019

Joana Ribeiro nunca tinha trabalhado com Kelly Bailey e não a conhecia.

Joana Ribeiro recebeu por parte da TVI a proposta para integrar o elenco da nova novela da estação, Prisioneira, que chega ao pequeno ecrã já no próximo dia 21 de maio.

Esta terça-feira, 14 de maio, a novela foi apresentada à imprensa e Joana Ribeiro deu a conhecer um pouco da sua personagem, Teresa Cunha, irmã de Kelly Bailey, Glória Cunha, com quem vai ter alguns desentendimentos. «Ao início vão-se odiar, quer dizer, ela vai-me odiar a mim, eu nunca lhe fiz mal nenhum, mas pronto», começa por referir a atriz.

A personagem de Joana Ribeiro vai ter um envolvimento com Omar Maluf, interpretado por Caroloto Cotta, um médico muçulmano, mas nunca se vai converter a esta religião.

Ainda assim, Joana Ribeiro revela também que a relação da sua personagem com a de Kelly Bailey tem tudo para dar errado, mas acredita que com o desenvolvimento da história tudo pode mudar.

«Nunca tinha trocado palavras com ela [Kelly Bailey]»

No passado sábado, 13 de abril, Joana Ribeiro partiu para a Tunísia para gravar algumas cenas da nova novela da TVI onde interpreta a personagem de Teresa Cunha, irmã de Kelly Bailey.

Joana Ribeiro nunca tinha trabalhado com Kelly Bailey e não a conhecia. «Só a tinha visto em eventos, nunca tinha trocado palavras com ela sem ser um olá», revela. No entanto, as duas ensaiaram bastante uma com a outra e tiveram uma «boa química». «Ela é muito querida. É um elenco muito forte», confessa a atriz.

Joana Ribeiro mudou-se em agosto passado para a TVI depois de ter estado na SIC desde 2012 onde participou em produções como Dancin’Days, Sol de Inverno e Paixão.

Agora na TVI, Joana confessa que «é sempre bom mudar» e que faz parte da vida de ator trabalhar com vários profissionais. «É sempre bom mudar e acho que crescemos com a mudança e trabalhar com pessoas novas também nos traz isso porque depois também corremos o risco de nos habituarmos às mesmas pessoas. Depois acabamos por ganhar vícios e eu, felizmente, tenho tido oportunidade de trabalhar com pessoas diferentes e ainda para mais pessoas que, não só gosto imenso, como também considero excelentes profissionais.»

Joana Ribeiro quando chegou à TVI integrou o elenco da série policial, A Teia.

Leia ainda: Kelly Bailey estreia-se como vilã. Descolar-se da doce Luz foi um «processo difícil»

Texto: André da Silva Carvalho; Fotos: Nuno Moreira

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top