Nacional

SIC confirma que recebeu aviso sobre alegado abusador

9 Outubro, 2019

A estação de Paço de Arcos explicou a presença de Miguel Castro, acusado de abuso sexual, nos programas de Cristina Ferreira e Júlia Pinheiro.

No espaço de nove meses, Miguel Castro esteve em três programas da SIC e falou sobre um passado de abusos e violência. Esta quarta-feira, 9 de outubro, o Correio da Manhã revelou que o homem de 29 anos está a ser investigado por abusos de uma menina de 13 anos.

Miguel Castro esteve n’O Programa da Cristina, no programa de Júlia Pinheiro e até participou no dating show O Carro do Amor. Em comunicado, fonte oficial da estação de Paço de Arcos explica as circunstâncias de cada uma das aparições do alegado predador na antena da SIC.

«Miguel Castro foi um dos inscritos no casting do programa O Carro do Amor, tendo participado como um dos concorrentes. Este programa terminou em março e nunca até essa data a produtora ou a SIC foram contactadas por alguém com informação sobre o concorrente», pode ler-se.

«À semelhança do que fez com outros candidatos ao Carro do Amor, o programa Júlia convidou o concorrente Miguel Castro, num programa emitido a 16 de abril. Também por essa data, nem a produtora, nem a SIC receberam qualquer contacto sobre o convidado», continua ainda a explicação.

SIC confirma que recebeu aviso sobre alegado abusador

«A 27 de setembro, O Programa da Cristina convidou Miguel Castro, com base na sua história de vida: terá vivido uma infância sem amor e pautada por maus-tratos. Depois de ter sido retirado ao pai e à madrasta (que, segundo o próprio, o atirou pela janela), morou um ano no hospital e, mais tarde, passou por duas instituições. No seu procedimento habitual, antes do programa, O Programa da Cristina contactou uma das instituições e a madrinha dele, e uma delas confirmou a história, o que levou a avançar com o convite de Miguel Castro para o programa». Esta explicação refuta declarações de familiares do alegado predador à CMTV, que afirmam que terão avisado a estação de Paço de Arcos.

«Nesse dia, 27 de setembro, e só depois de O Programa da Cristina, o atendimento da SIC foi contactado por uma telespectadora que referiu que o convidado Miguel Castro estava indiciado por pedofilia e iria enviar documentação sobre o tema, tendo-lhe sido facultado o contacto eletrónico para o fazer. Desde que recebeu esse mail, a equipa do Programa da Cristina investiga o tema para perceber os contornos da acusação e se existe matéria editorial para algum conteúdo adicional no programa.», conclui fonte oficial da estação de Paço de Arcos.

Veja também: Cristina Ferreira recebe mais um alegado abusador de crianças! E não foi a única
Texto: Raquel Costa | Fotos: Reprodução de Redes Sociais

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top