Nacional

Sofia Ribeiro destruída ao ver sonho a ‘ir por água abaixo’: «Parte-me o coração»

5 Setembro, 2020

Numa série de instastories, Sofia Ribeiro revelou toda a sua tristeza e frustração ao explicar a razão por que o espaço fechou portas. «O Filosiofia encontra-se fechado e sem perspectivas de abrir», começou por dizer.

Sofia Ribeiro é mais uma vítima dos efeitos económicos da pandemia. A atriz, que faz parte do elenco de Amar Demais – novela que a TVI estreia a 14 de setembro – foi obrigada a fechar o restaurante, Filosofia, que tinha aberto há cerca de um ano.

Numa série de instastories, Sofia Ribeiro revelou toda a sua tristeza e frustração ao explicar a razão por que o espaço fechou portas. «O Filosiofia encontra-se fechado e sem perspectivas de abrir», começou por dizer.

«Já chorei muito. É um sonho de vida que me saiu do corpo e da alma. Não foi ó um investimento financeiro, foi um investimento pessoal e é muito duro ver as coisas como elas são», lamentou. «Estava tudo a correr muito bem, era um projeto vencedor, mas infelizmente não estávamos preparados para isto que o mundo está a viver», continuou.

«Como é possível fazer face aos gastos?»

Sofia Ribeiro revela que o restaurante se tornou financeiramente insustentável: «O nosso balão de oxigénio era muito pequeno, estavamos abertos há um ano. Agora seria o ano de começar e de as coisas fluírem, de recuperar o investimento, pensar em abrir novos espaços. E depois acontece esta pandemia…»

«Eu tenho um espaço que senta 34 pessoas e agora só posso sentar metade. Como é que é possível fazer face aos gastos? É muito complicado», afirma, sublinhando que ainda não desistiu por completo: «Ainda estou a tentar perceber o que posso fazer para reabrir, mas as perspectivas não são animadoras. Só vou desistir quando sentir que não há mais nada que eu possa fazer.»

Ainda assim, apesar da esperança e do amor que tem por este projeto, Sofia sabe que tem de ser realista: «Até quando é que vale a pena estar a arrastar uma situação que não sabemos se vamos conseguir dar a  volta? São essas as minhas questões… Eu não posso estar a descapitalizar-me sem retorno. O Filosofia vem de um projeto em que a base é o amor, o sonho, mas nós não vivemos do ar. Às vezes, temos de deixar ir.»

«Se eu não conseguir voltar a abrir é porque não tinha de ser, é porque esgotei tudo o que podia ser feito. Não foi falta de empenho, de dedicação, de amor, de entrega, de horas sem dormir… Ninguém estava preparado para isto, muito menos um espaço que tinha acabado de abrir», acrescentou, concluindo: «Parte-me o coração ver sonhos desfeitos, não só os meus, mas os de tantas pessoas no nosso país.»

Leia ainda:

Sofia Ribeiro tem novo visual. «Para quem pergunta como está o meu cabelo, está assim!»

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: reprodução redes sociais

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top