Notícias e TV

Festa é Festa: Mãe de Jorge chega e apresenta novo namorado. Filho fica em choque

21 Setembro, 2021

Em Festa é Festa, Jorge fica estupefacto ao ver a mãe, com um ar rejuvenescido. Jorge está tão surpreendido com a visita da mãe que nem sabe como reagir.

Em «Festa é Festa»,Tomé (Pedro Teixeira) chega ao café eufórico devido à vitória de ontem e à proximidade da festa, já Fátima (Marta Andrino) está de mau-humor por causa da nova condição de António. Tomé (Pedro Teixeira) diz que já cheira a festa, mas Fátima não partilha do mesmo entusiasmo.

Aida (Ana Guiomar) chega à loja e fica espantada com a quantidade de raparigas que ali estão. António (Luís Simões) pede ajuda a Aida e diz que aquelas clientes são estranhas. Aida tenta ajudar António, mas as raparigas só querem ser atendidas por ele.

Camila (Marta Gil) e Glória (Catarina Avelar) tomam o pequeno-almoço e conversam sobre a decisão de Camila em não voltar a recandidatar-se. Camila tomou aquela decisão, por não conseguir corresponder ao que esperam dela. Glória acha que ela não tem culpa das trafulhices do ex-marido, já em relação ao Sôtor, tem alguma culpa.

Bino (Pedro Alves) entra no café em “modo campanha eleitoral” e distribui panfletos. Tomé (Pedro Teixeira) goza com a foto de Bino (Pedro Alves) e pede-lhe para não distribuir os panfletos ali, porque depois tem de ser ele a deitá-los para o lixo. Bino fica irritado, mas continua a sua campanha.

Camila (Marta Gil) assume que já sabia que o Sôtor (José Caarlos Pereira) estava a ser julgado e mesmo assim se envolveu com ele, mas não podia fazer nada. Glória (Catarina Avelar) acha que a filha devia ter denunciado o Sôtor, por estar a exercer sem licença. Camila defende que isso não ia ser bom para ninguém, pois iam ficar sem médico. Glória diz que o Padre já anunciou que vai chegar um médico novo.

Tomé (Pedro Teixeira) serve o café a Bino (Pedro Alves) e continua a enxovalhá-lo por causa dos panfletos. Albino não se fica e responde à letra. Ficam os dois a trocar ofensas. Quando Bino sai, Tomé pega num panfleto e rasga-o em mil pedacinhos.

Corcovada (Maria do Céu Guerra) percebe que Carlos (Rodrigo Paganelli) está triste e mostra-se solidária. Carlos assume que está triste, mas também está tranquilo, pois sempre soube que as coisas entre ele e Ana Carolina não iriam funcionar, pois são de mundos muito diferentes. Corcovada tenta animá-lo e diz-lhe que há mais peixe no mar.

As raparigas já foram embora e Aida (Ana Guiomar) olha agora para o grupo de mulheres que está ali e que podem votar nela. Aida começa a fazer campanha eleitoral, mas ninguém mostra muito interesse. Aida oferece um pacote de esparguete gourmet e as mulheres ficam mais interessadas. Aida ataca Fernando por ter emigrado.

Jorge (Manuel Melo) e Nelinha (Inês Herédia) arranjam espaço para instalar o seu “escritório”, mas Manuela diz que não há condições ali em casa e deviam arranjar o seu próprio espaço. Tocam à campainha e Jorge vai abrir. Jorge fica estupefacto ao ver a mãe, com um ar rejuvenescido. Jorge está tão surpreendido com a visita da mãe que nem sabe como reagir. Manuela pede a Adelaide para entrar e diz-lhe que está um estrondo. Adelaide apresenta o seu novo companheiro e Jorge fica em choque.

Aida (Ana Guiomar) continua o seu discurso, perante uma “plateia” muito entediada. Aida tenta fazer rimas com o seu nome, mas não lhe corre muito bem e ninguém percebe nada. A plateia só está interessada em receber o pacote de esparguete que Aida prometeu.

Jorge (Manuel Melo) ainda está siderado pela mãe ter um companheiro, mas cumprimenta-o com simpatia. Nelinha (Inês Herédia) percebe que eles precisam conversar e vai embora. Adelaide diz que precisava de ver o filho e que está muito feliz por ele ter arranjado um trabalho, mas o verdadeiro motivo que a trouxe ali foi para se despedir. Jorge fica perplexo.

Camila (Marta Gil) já contou à mãe que vai mudar-se para Coimbra, pois teve um convite para dar aulas lá. Glória (Catarina Avelar) emociona-se um pouco, porque lhe custa ver a filha a voar do ninho, mas no fundo sabe que é uma boa decisão e que será bom recomeçar a vida lá.

Fátima (Marta Andrino) olha em pânico para Fernando (Manuel Marques) e São (Sílvia Rizzo) que fazem campanha eleitoral no café. Fátima tenta livrar-se deles antes que Tomé (Pedro Teixeira) os veja, mas acaba por afugentar os clientes. Fátima fica muito aflita.

O Padre (Carlos M.Cunha) está a ensaiar o seu número de stand up comedy e ri-se das suas próprias piadas. Aida (Ana Guiomar) vê o padre a rir-se à gargalhada e fica chocada.

Nelinha (Inês Herédia) entra no café e repara no ar apreensivo de Fátima (Marta Andrino). Manuela percebe que ela está assim porque Fernando (Manuel Marques) e São (Sílvia Rizzo) estão a fazer campanha eleitoral no café. Nelinha conta que Adelaide voltou de visual renovado e com um namorado. Ao ouvir isto, Fernando sai disparado para a rua e São vai atrás dele. Fátima fica aliviada.

Aida (Ana Guiomar) pergunta ao Padre (Carlos M.Cunha) se se está a sentir bem e diz que precisa da ajuda dele para fazer campanha a seu favor. O Padre fica confuso e Aida diz que só assim poderão evitar uma desgraça. O Padre fica preocupado com o estado de nervos de Aida. O Padre tenta acalmar Aida e perceber as suas preocupações. Aida diz que não tem jeito nenhum que Fernando seja o Presidente da Junta, pois ele é um pau mandado de São e ela não pode trazer nada bom à aldeia. Aida diz estar preocupada com a Bela Vida, pois têm sido tempos muito difíceis e não aguenta mais desgostos.

Jorge (Manuel Melo), Fernando (Manuel Marques) e São (Sílvia Rizzo) estão siderados com o aspeto reluzente de Adelaide. Ela pergunta se eles compreendem a decisão dela e ninguém responde, até que Jorge diz que ela deve fazer o que a faz feliz. Adelaide abraça Jorge e Fernando e depois chama Emanuel e São para se juntarem. Dão um abraço comunitário de despedida.

Leia aqui o resumo do episódio anterior de Festa é Festa.

Texto e Fotos: TVI

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top