Nacional

“Tem de levar todos os dias comigo na televisão”. Cláudio Ramos não poupa pai biológico

14 Setembro, 2021

Cláudio Ramos abriu o coração a Manuel Luís Goucha e falou sobre a ausência do pai biológico, assim como o afatamento do padrasto, que já morreu,

Cláudio Ramos foi o convidado especial de Manuel Luís Goucha, nesta segunda-feira, 13 de setembro. O apresentador abriu o coração ao, agora, companheiro do Big Brother 2021 e confidenciou que nunca teve interesse em lidar com o pai biológico.

“Nunca me preocupei em saber quem é o meu pai biológico. Sei quem é, nunca me esconderam, a minha mãe nunca me escondeu. Sei que ele tem de levar todos os dias comigo na televisão, o que é muito aborrecido para ele, para a mulher dele, para as filhas dele, isso é muito chato. De certeza que ele viu o Big Brother, que a mulher viu e que as minhas meias-irmãs viram”, referiu com alguma ironia. Goucha desatou-se a rir.

“Mas o meu pai chama-se José Luís, morreu há três anos, e com os seus defeitos e qualidades foi o meu pai. Foi um brilhante pai para os meus irmãos, o companheiro da minha mãe até morrer”, disse.

“Queria outro pai ou se calhar não queria pai. Não preciso. Não precisava. Era crescido demais para permitir que alguém me pusesse regras. A maneira de pensar do meu pai não era o que eu queria, queria outra coisa para mim”, acrescentou.

Cláudio Ramos sobre o afastamento do padrasto

Cláudio Ramos saiu de casa aos 16 anos e foi nessa altura que se afastou do padrasto, que trata como “pai”. No entanto, reaproximaram-se depois. “O meu pai era muito inteligente, muito culto e viajado. Era um pensador e era muito bonito. Mas ao mesmo tempo tinha umas ideias muito dele. Ele achava que os filhos tinham de se comportar daquela maneira”, recorda.

“Aprendi desde que sou pai a entender. Vou sempre gostar de uma pessoa que em 1974 casa com uma mulher que tinha dois filhos de uma relação anterior, que os perfilha, que lhes dá um nome. Aceita-os como filhos e dá o mesmo tratamento a todos. Acho que o meu pai tinha mais vaidade em mim do que nos outros e que por eu ser tão estranho picávamo-nos tanto.”

O padrasto de Cláudio Ramos morreu vítima de um cancro do pulmão. Poucos dias antes da morte conversou com ele. “Entendi-o e fiz as pazes comigo mesmo”, revelou.

Leia mais
Cláudio Ramos revela problema de saúde! Apresentador pede ajuda

Texto: Filipa Rosa; Fotos: redes sociais

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top