Nacional

Vanessa Martins meteu Marco Costa num avião e não lhe disse qual o destino!

5 Novembro, 2019

Para celebrar três anos de casamento com Marco Costa, Vanessa Martins surpreendeu o marido com um presente bem romântico.

Vanessa Martins e Marco Costa celebram três anos de casamento e a blogger quis surpreender o marido com um presente bem romântico. Pediu-lhe para fazer as malas, levou-o até ao aeroporto e, juntos, apanharam um avião. Só nesta altura é que o pasteleiro ficou a saber o destino da viagem: a cidade de Veneza, em Itália.

«Ele só vai saber quando estiver na porta de embarque. Até agora, ele não sabe para onde é que vai», disse Vanessa num dos vídeos que partilhou nas Instastories.

Vanessa e Marco namoram desde 2014. Trocaram alianças em 2016 e, no ano passado, estiveram alguns meses afastados, reconciliando-se na altura do Natal. «Foi uma coisa temporária, foi uma rotura que houve como qualquer outro relacionamento», explicou mais tarde a influencer.

A entrevista

Aos 33 anos, Vanessa Martins é uma das mulheres mais influentes de Portugal. A mulher de Marco Costa divide o tempo entre coordenar a redação da própria revista e site de lifestyle com a vida de influenciadora digital, que também é grande parte da sua rotina profissional. Ainda assim, e apesar de andar tempo com o tempo contado, Vanessa não diz que não a um bom desafio e está sempre à procura de novas formas de se reinventar.

A mais recente aposta da ex-moranguita recai sobre a parceria com a marca brasileira de beachwear La Sirène, para a qual criou uma linha de biquínis. Além disso, Vanessa recebeu um convite especial para ser representante da mesma, afirmando ter sido um «misto de entusiasmo com medo, pela dimensão que tem». Mas como faz a influenciadora digital para gerir o tempo e conseguir conciliar a vida profissional com a pessoal? Estivemos à conversa com Vanessa Martins, que nos contou tudo.

Como é receber este convite para ser representante oficial da marca La Sirène?
Quando recebi o convite foi mais em tom de me perguntarem o que eu achava se isso acontecesse. Poucos meses passaram até oficializar com a marca e de avançarmos. Mas foi um misto de entusiasmo com medo, pela dimensão que é.

Visto que já tinha feito uma parceria com a marca este ano, que responsabilidade acresce a este convite?
Mantém-se tudo, irei continuar a ter a minha linha dentro da marca, que agora também passará a ser vendida no verão do Brasil. A minha linha passa além-fronteiras com esta representação.

Como consegue gerir todas as suas atividades, tanto profissionais como pessoais? De certo que, por vezes, gostaria que o dia tivesse mais do que 24 horas…
Não gostaria, não (risos). Se tivesse mais horas, mais coisas faria. Gosto de ter as 24 horas e gerir tudo muito bem para não andar na correria e conseguir estar com quem amo.

Leia a entrevista completa aqui.

Texto: Ana Filipe Silveira e Inês Marques Fernandes; Fotos: reprodução redes sociais

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top