Saúde e Bem-Estar

Nova estação, novos hábitos! Os truques mais eficazes para perder peso no outono

5 Outubro, 2019

O tempo mais frio leva a que as refeições se tornem mais reforçadas e calóricas. Porém, há como mudar a alimentação, sem prescindir dos hábitos saudáveis.

É uma velha máxima dizer-se que em tempo de inverno, esquecemos as dietas. Aliás, estudos comprovam que as pessoas tendem a ganhar mais peso no inverno. Está na hora de mudar essa tendência e tornar-se light.

É uma velha máxima dizer-se que em tempo de inverno, esquecemos as dietas. Aliás, estudos comprovam que as pessoas tendem a ganhar mais peso no inverno. Está na hora de mudar essa tendência e tornar-se light.

O frio não pode ser uma desculpa para um desleixo total na sua alimentação e nas rotinas diárias que ganhou com o verão. Claro que com o frio, as pessoas tendem a querer fazer refeições mais quentes, mais consistentes e fortes, mas isso é possível, sem que as suas novas escolhas sejam demasiadamente calóricas.

Na realidade, existem truques para que continue a comer de forma light e consiga sentir-se saciada ao mesmo tempo. Basta estar atenta e cumprir tudo à risca. Eduarda Alves, nutricionista e especialista nesta área, dá-nos algumas dicas.

Aposte nas sopas

No inverno pode ser mais fácil substituir a salada do jantar por uma sopa. Esta é realmente uma ótima alternativa para aquecer-se nos dias mais frios de forma light, mas há que ter cuidados.

Basta que a sua sopa contenha os alimentos adequados. É que este prato inofensivo pode ser uma bomba calórica, que vai comer rapidamente e sem perceber, se utilizar os ingredientes errados. Fuja ao caldo verde, por causa da batata, do chouriço… Uma sopa equilibrada deve possuir uma porção de proteína ou de uma gordura saudável, como amêndoas, sementes de girassol ou de linhaça.

Entre os legumes, os mais recomendados são abóbora, beringela, chuchu, alho francês, couve-flor, brócolos e hidratos de carbono de baixo índice glicémico, como batata doce.

«As leguminosas, como feijão, grão, favas, ervilhas e castanhas também são ótimas para colocar nas sopas. O caldo verde pode ficar ótimo feito de forma light, usando, por exemplo, uma bata pequena e curgete descascada para engrossar, cebola, alho e em vez do chouriço pode usar-se rodelas de chouriço de seitan, pois fica uma delicia e é pouco calórico. Ou então pode usar-se tiras de tofu fumado ou peito de peru assado», explica Eduarda Alves.

Faça pequenos intervalos entre as refeições

Apesar de ser frequente dizer-se que se engorda no inverno, a verdade é que o frio favorece a perda de peso, uma vez que o corpo necessita de gastar mais calorias para se manter quente. Por isso, há que fazer refeições de duas em duas horas e meia, em vez de três em três.

«Desta forma vai estimular um maior gasto energético e por outro lado melhoramos a saciedade, evitando que se coma de forma exagerada», diz-nos a especialista.

Doces inteligentes são permitidos

Cheia de vontade de comer um doce? Alerta importante. O chocolate continua a ser de evitar. Em vez disso porque não aquecer uma banana ou assar uma peça de fruta?

A maçã, a banana, o pêssego e o abacaxi são ótimas opções. Se os polvilhar com canela ainda melhor, porque ela possui propriedades termogénicas.

«Para além de juntarmos a canela nas frutas podemos também colocar gengibre. Para além de ser estimulante do metabolismo, ainda ajuda a prevenir inflamações e infeções respiratórias”, diz-nos Eduarda Alves.

Beba chás

Uma das melhores formas de de conseguir aquecer o seu corpo sem acrescentar qualquer tipo de calorias é beber chá. O consumo de chá verde, cavalinha, hibisco, dente de leão, anis, limão e gengibre, são os mais eficazes.

«Outro chá que poucas pessoas conhecem é o de alecrim. Ele também ajuda a manter o peso e ainda é bastante económico», admite a especialista.

Veja também: Não consegue perder peso? As hormonas podem ser as más da fita

Coma o que é certo à hora certa

Nas principais refeições do dia, pequeno almoço, almoço e jantar, deve ingerir hidratos de carbono de absorção lenta, como é o caso de massa, arroz, leguminosas e quinoa.

Para além disso, as proteínas também devem constar do menu, e estas estão presentes em ovo, leite, carne, peixe, queijo, iogurtes, seitan ou tofu.

Para seguir as regras certas deste jogo consuma ainda, nas refeições principais, lípidos de boa qualidade como é o caso do azeite, gorduras vegetais e óleo de linho/linhaça.

Já no lanche, a meio da manhã e da tarde, deve optar por frutas com bolachas ou tostas ou sumos de fruta natural. «

Para os lanches intermédios os frutos secos, como cajus ou as nozes também são ótimos amigos do nosso corpo», assume a médica.

Água é tão importante como no verão

Apesar de em tempo quente ser mais fácil ingerirmos água, a verdade é que nos meses frios ela mantém a mesma importância.

Um litro e meio de água, pelo menos, por dia continua a ser fundamental ao bom funcionamento do metabolismo.

Nunca fique com sede para se lembrar de beber água, pois sentir sede é sinal de desidratação.

«Apesar de parecer estranho, no inverno as pessoas estão expostas aos aquecimentos e isto favorece a desidratação, por isso há que beber muita água», diz-nos a profissional.

Veja também: Emagrecer depois dos 50? Conheça seis dicas infalíveis para perder peso!
Texto: Catarina Martins | Fotos: Pixabay

 

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top