Família e Carreira

Posso ou não ficar nua à frente do meu filho? A resposta é não. Saiba porquê

23 Março, 2019

A nudez é ainda um tema tabu para muitos pais. Por isso mesmo, a psicóloga clínica Marta Martins explica ao site Crescer como é que esta questão deve ser abordada e dá a conhecer as diferentes etapas da curiosidade pelo corpo humano.

De um modo geral, todos os assuntos devem ser encarados com naturalidade, sendo que a nudez não é, de todo, uma exceção. «Alguns pais encaram a questão da nudez diante da criança com muita naturalidade, outros optam por preservar a sua intimidade, não se colocando nus à frente dos filhos. Enquanto a criança for bem pequenina, estar vestido ou não, na sua presença, não faz qualquer diferença. Porém, à medida que ela for crescendo e se começar a interessar pelo corpo do adulto, lançando olhares, perguntas e mãos curiosas, o que era quotidiano, pode começar a causar incómodo e dúvidas nos pais», salienta.

Leia ainda: Sara Barradas prestes a ser mãe: «Quem me dera estar mais nove meses grávida»

Se para os pais, a sua própria nudez está isenta de qualquer inibição ou prazer, para a criança, estar perante um corpo adulto a descoberto, provoca sensações e sentimentos que ela não é capaz de nomear, como a excitação ou a identificação com o corpo do adulto. «Isto é-lhe bastante confuso. Por este motivo, a exposição gratuita ao nu adulto (incluindo publicidade, telenovelas, filmes, entre outros) deve ser evitada dos 3-4 anos até à adolescência. Fase em que adquirem um corpo semelhante ao do pai ou da mãe». 

No entanto, embora devam ser evitadas, há situações em que não há como fugir da nudez adulta perante a criança, como por exemplo num balneário de natação. Leia mais aqui

Texto: Redação Win – Conteúdos Online

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0