Lifestyle

Um desejo que deve (mesmo) cumprir por cada mês!

1 Janeiro, 2019

O início de um novo ano é sempre a altura ideal para traçar objectivos e fazer planos para os 365 dias que se seguem.

Se ainda não pediu os seus desejos, aqui fica um por cada mês. Não tem de seguir esta ordem, basta que os realize!

Janeiro – Organizar as finanças

Poupar ou ter um fundo maneio não é fácil nos dias de hoje, mas é primordial para conseguir viver e não
apenas sobreviver para pagar contas. Se a sua vida financeira já viu melhores dias, terá dificuldade em conseguir avançar com planos pessoais. Comece por analisar os gastos que são mesmo necessários
e elimine os supérfluos. E janeiro é o mês certo para tomar essa resolução. Use o cartão de crédito, se o tiver, apenas em caso de emergências e, se possível, invista. Com o tempo, isso vai dar-lhe tranquilidade financeira. Não depender de despesas e de endividamento traz-lhe alívio mental e na carteira.

Fevereiro – Fazer Dieta

Todos os anos pensa nisso, ou pelo menos em conseguir adotar uma alimentação mais saudável. Porém, muitas vezes o desejo cai por terra logo no início do ano. Emagrecer requer foco, paciência e persistência. Comece por consultar um nutricionista; procure um médico para perceber se tem algum problema de saúde que esteja a deixá-la com peso acima da média e inscreva-se num ginásio. A longo prazo, perde peso e ainda ganha em saúde e bem-estar. E se começar nesta altura estará em forma quando a época balnear começar.

Março – Deixar de fumar

Para quem fuma, deixar o vício é um desejo e uma grande dificuldade. Porém, seja determinada e escolha março para o fazer. Começa a primavera, há uma nova energia, use-a a seu favor. Trace a melhor forma para deixar o tabaco, de acordo com a sua personalidade.

Abril – Mudar de emprego

Para mudar ou conseguir um emprego é preciso tempo e sorte. Pense em todo o processo de forma
antecipada, prepare um bom currículo, mostre o seu potencial profissionalmente, pesquise sobre a empresa em que gostava de trabalhar, invista na imagem e marketing pessoal. O “não” vai aparecer, mas não perca a esperança e nunca desista.

Maio – Aprender

O saber não ocupa lugar. Aprender uma nova língua, a dançar, cozinhar ou a tocar um instrumento musical são apenas alguns exemplos de resoluções para o novo ano. Faça-o como hobby. Mesmo que no início não consiga, devido à exigência, continue a insistir. Leve uma amiga, ajuda a motivar.

Junho – Ler Mais

É um dos hábitos mais saudáveis que podemos ter, estimula a mente, distrai‑nos, tranquiliza‑nos, dá‑nos
paz e faz‑nos entrar num mundo que não existe. Porém, esta é também uma atividade com uma alta taxa de abandono. Para se manter fiel a uma leitura é preciso ter tempo de qualidade, algo difícil de conseguir no corre‑corre do dia‑a‑dia, ter um local bem iluminado e silêncio. Leia sempre um livro de que goste.

Julho – Apaixonar-se

Querer um novo amor é um dos desejos mais íntimos de muitas de nós. Para que tal se concretize é preciso ter um pouco de razão junto do coração. Amores perfeitos, como nos filmes, não existem, nem marque encontro com o primeiro que apareça. A paixão vem quando menos se espera, não force.

Agosto – Ser mãe

É um desejo, mas ainda não teve coragem para ter um bebé nos braços, por toda a responsabilidade
que tal acarreta, bem como a mudança de vida a que obriga. Está sempre a arranjar desculpas, ou
porque ganha pouco, ou porque amcasa é pequena, ou porque não tem tempo, ou porque tem medo… Não há uma altura certa para ser mãe.

Setembro – Mais tempo com a família

O trabalho, o trânsito, o ginásio, as viagens de negócios ou de lazer, jantares de trabalho… O mundo moderno deixa-nos quase sem tempo livre e fôlego. Dedicar-se à família, principalmente para quem vive numa grande cidade, transforma-se, muitas vezes, num verdadeiro desafio. Depois das férias, e no regresso à rotina, é altura de mudar esta tendência. Se um dos desejos para 2018 é ter mais tempo para estar com os seus, vá eliminando atividades extras,horas a mais no trabalho, e programe escapadelas em família, pelo menos uma vez por mês

Outubro – Ser mais atrevida na cama

Havendo mais tempo para a família, necessariamente também deve haver mais tempo para o
companheiro. E no que toca à intimidade, invista! Fuja à rotina, deixe os preconceitos de lado e invista na sua vida sexual. Não é fundamental numa relação a dois, mas ajuda a manter uma vida em comum saudável. Por que não ir a uma sex shop e levar um daqueles objetos do prazer?

Novembro – Ajudar quem precisa

Ser solidária com alguém é uma atitude muito nobre, é um bem raro nos dias atuais, até porque as notícias sobre doações para solidariedade não são muito positivas, mas se cada um de nós der um bocadinho que seja, o mundo do outro será sempre melhor. Existem muitas pessoas que sentem prazer e realização em ajudar.

Dezembro – Ser feliz

A felicidade não é uma meta, é um estado de espírito e pode estar nas pequenas coisas. É um dos objetivos mais comuns, por isso não se desvie e aproveite a vida e o que tem. Para uns ser feliz está em alcançar tudo o que for possível, para outros são as coisas pequenas e simples da vida. Não há uma fórmula correta para a felicidade, porque isso está dentro de cada uma de nós. Encontre o que a faz feliz, mesmo que seja ouvir aquela música que a transportou para a infância.

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Pixabay

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top