Moda e Beleza

Estas são as botas que conquistaram as famosas… Estão na moda mas exigem regras!

15 Novembro, 2019

As botas de cano alto, acima do joelho, são uma das principais tendências para este inverno. As famosas já aderiram e nós explicamos como pode usá-las.

As botas de cano alto não eram vistas da melhor forma até há uns anos…

Com uma conotação vulgar cimentada pelo cinema, as botas acima do joelho, também conhecidas por over the knee, reapareceram e reinventaram-se e, hoje, bem combinadas, podem transformar um look básico num outfit cheio de estilo.

Leia mais: Estes são os ténis que Cristina Ferreira conjuga com todos os looks
Não vai acreditar no que o filho de Rita Pereira comeu ao pequeno-almoço

Várias celebridades portuguesas como Rita Pereira, Júlia PalhaSara Carreira, Sara Salgado e Cristina Ferreira já provaram que as over the knee podem, de facto, ser muito estilosas, além de sensuais e muito femininas. Basta combiná-las com a roupa certa para obter um look elegante e ousado e, acima de tudo, cheio de personalidade.

Mas se, com a roupa certa podem conferir um look diferenciador e com muito estilo, com a roupa errada, podem arruinar por completo a nossa imagem.

Para que isso não aconteça, o site da revista Maria falou com a stylist e fashion expert Sandrina Francisco que nos esclarece todas as dúvidas.

Como surgiu esta tendência?

«As botas de cano alto nasceram na antiguidade e eram reservadas aos soldados mas muito mudou desde essa época. Tornaram-se femininas quando passaram a ser usadas pelas primeiras mulheres que começaram a praticar equitação e conhecem a sua ‘glória’, nos anos 60. Com a invenção da minissaia nesta época, apareceram, em primeiro plano, nos filmes Pretty Woman e O diabo veste Prada e, durante muitos anos, tiveram uma conotação vulgar».

Com que tipo de roupa devemos usar estas botas?

«De salto médio,  baixo ou raso, combinados com malhas vestido largas e quentes, dão -nos um ar moderno e descontraído. Podem se usar por cima de umas simples skinny jeans, combinadas com camisolas, sobretudos longos. Os modelos em pele ou camurça são os mais consensuais. Podem também combinar-se com saias curtas, de corte e padrão simples.»

Com que tipo de roupa devemos evitá-las?

«As botas acima do joelho já são por si só bem sensuais pelo que a melhor solução é combinado-las com peças que não sejam demasiado justas ao corpo. Prefira saltos médios em vez de saltos agulha vertiginosos, e as cores sóbrias e neutras chamam menos a atenção.»

Quem não deve usar? 

«Quase todas as mulheres as podem usar, se combinadas com as peças de roupa certas, para não ficar com um look muito vulgar. Apenas recomendaria a quem tem peso a mais de as evitar pois retiram altura e fazem as pernas parecer mais gordinhas. Prefiram botas abaixo do joelho, combinadas com collants da mesma cor para parecerem mais altas. Ficam maravilhosas em mulheres com pernas finas e delgadas.»

Em que circunstâncias devem ser evitadas?

«São óptimas para momentos mais descontraídos ou de lazer, ou em ambientes onde o dress code é casual ou desportivo. São de evitar em momentos que exijam formalidade e discrição, ou em ambientes de trabalho mais formais onde um guarda roupa mais clássico é exigido.»

Veja também: Look de Sara Carreira levanta dúvidas no Passadeira Vermelha: «De cuecas e botas?»

5 regras essenciais a reter

  1. O modelo mais consensual é mesmo acima do joelho e não mais alto do que isso. Nem todas as mulheres ficam bem com botas com o cano pelo meio da coxa.
  2. Prefira  materiais nobres como pele ou camurça e evite o plástico ou o vinil.
  3. Opte por cores neutras, como preto, castanho, verde escuro, cinza ou camel e evite os padrões.
  4. As mulheres com um estilo mais criativo podem usá-las com cores mais fortes e divertidas, tendo o cuidado de minimizar o restante vestuário para não ficarem demasiado vistosas e exageradas.
  5. O salto alto favorece as mulheres mais baixas. As botas acima do joelho de salto raso retiram altura, pelo que só devem ser usadas por mulheres mais altas.
Veja também: Joana Solnado sem soutien em público. Veja a nova moda e quem já aderiu!
Texto: Sofia Santos Cardoso | Fotos: Reprodução Redes Sociais

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top