Nacional

Cristina Ferreira chora, em direto, com viúvo premiado: «Passei a noite a pensar em si»

16 Maio, 2019

Cristina Ferreira recebeu, esta manhã, Sr. Fernando, o premiado do passatempo do programa que ganhou 3000 euros com os quais ia pagar o funeral da mulher e não conteve as lágrimas ao ouvir a história.

Cristina Ferreira convidou e o Sr. Fernando aceitou. O vencedor do passatempo do Programa da Cristina, desta quarta-feira (15), que ganhou 3000 euros e que deixou a apresentadora sem palavras ao revelar que o prémio seria para pagar o funeral da mulher, agradeceu e emocionou-se ao recordar a mulher.

Fernando descobriu que Aida sofria de um cancro no pâncreas depois de vários exames. O sinal foi o tom de pele amarelado e o veredito não tardou a chegar. «A médica disse que tinha de ser operada. Que o estilo de vida dela ia desaparecer e que não teria mais do que um ano, um ano e picos de vida», começa por contar.

Cristina Ferreira abraçou-o e não mais o largou. Toda a conversa de mais de 30 minutos, foi feita com a apresentadora com o um braço à volta do pescoço. Os dois choraram juntos. «Ela foi uma grande companheira», disse.

Leia ainda: Cristina Ferreira e Rita Pereira unem-se contra grupo de mães e mandam-nas para a M****

Aida adoeceu em 2012, mas foi a partir de 2017 que tudo se agravou. «Em 2017 a coisa começou a quebrar, eu sabia o que estava para vir. Eu vi que a percentagem de pessoas que consegue sobreviver é mínima. Depois, houve uma altura que ela ficou melhor, queria ir trabalhar, mas a curto prazo as coisas agravaram-se. Quando ela vai a uma consulta em outubro, a médica diz-lhe que está tudo péssimo e que não podia fazer mais nada», interrompe.

Aida quis voltar para uma conversa com a médica, mas já não foi a tempo. «Ela pediu para voltar a 25 ou 26, mas a médica disse que não ia ter esse tempo. Faleceu a 20», contou.

Saiu de casa só para ir ao Programa da Cristina

Fernando sofre com a ausência da mulher desde que Aida partiu, no final do ano passado. Fechou-se em casa e ainda hoje ouve a voz da mulher a chamá-lo. «É difícil… é uma vida inteira, em que há uma cumplicidade muito grande, às vezes parece que a ouço chamar-me. Só você me fez sair da cama e de casa, tenho dias que nem sair da cama faço, nem para comer. Já fiz a salada de atum da Cristina. Agora já me estou a começar a alimentar melhor. A Cristina é como a Júlia (Pinheiro) sabe tocar na ferida», diz.

Fernando garante que o telefonema que lhe rendeu 3000 euros foi uma bênção. «Nesta situação em que a pessoa está em desespero é uma bênção. Estou a dizer isto com sinceridade, desde ontem ganhei um novo folgo e estou a ver se consigo fazer valer a pena retomar a vida», afirma ele. Cristina avisa-o que não o vai largar mais e que vai passar a ligar-lhe com frequência, convidado-o para ir lá a casa mais vezes.

Fernando pediu dinheiro a um primo para pagar funeral

«Sabe que eu quando fiz o funeral eu estava descapitalizado, eu gastava centenas de euros por mês em medicamentos, os comprimidos para o pâncreas são muito caros, mesmo comparticipados, e são de capacidade muito reduzida. Para quem toma 40 comprimidos por dia… fiquei limpinho», explicou o motivo de ter pedido dinheiro emprestado a um primo para pagar o funeral de Aida.

Cristina aproveita o momento para lhe dizer que o dinheiro do prémio não será para pagar o funeral, mas sim para ele aproveitar. A apresentadora explicou que a companhia de seguros Medicare vai assegurar todas as despesas de Fernando relacionadas com o funeral e com a farmácia.

«Está tudo pago. Eles oferecem-lhe também um seguro de saúde. O dinheiro que ganhou ontem (15) são as migalhinhas para o fazerem feliz», assegura Cristina emocionada.

Fernando olha para ela e pede-lhe: «Não se comova». Cristina remata: «Passei a noite inteira a pensar em si e a tentar adivinhar como é que seria o sr. Fernando, e posso dizer-lhe que é ainda melhor do que eu tinha imaginado».

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Redes Sociais

 

 

 

 

Siga a Revista Maria no Instagram

partilhar | 0 | 0

 
Top